Livros: Uma Constelação de Fenômenos Vitais

Vim falar mais uma vez sobre livros – talvez, bem talvez, eu aborde muito este tema aqui.
Desta vez, escrevo sobre um dos livros que virou meu favorito no momento que o peguei – juro que foi amor, real, à primeira vista. O livro se chama Uma Constelação de Fenômenos Vitais, do Anthony Marra.
Processed with VSCO with acg preset
Veridiane (olha ela aqui mais uma vez) e eu, desde que nos encontramos naquela fatídico curso de informática – mais precisamente, programação -, descobrimos que ambas eram de humanas e cultivávamos uma enorme paixão por livros. Quando nos tornamos melhores amigas, nada mais natural do que dar de presente uma à outra um livro.
Em 2014, recebo em casa uma caixa dos Correios, que continha: uma garrafa térmica (pois, eu levava uma garrafa plástica para o técnico e depois de meses, ela não adquiriu um cheio muito agradável), esse livro e uma carta, me desejando feliz aniversário.
No livro, contém uma das melhores dedicatórias já escritas para mim e assim que o vi, me apaixonei instantaneamente. Porque, sério, olha essa capa, tem como não se apaixonar assim?
(Depois de meses, quando nos vimos novamente, ela me confessou que me daria outro livro no lugar desse, que havia comprado para ela mesma. Mas, assim que elas viu os dois na sua frente, ela disse que teria que me dar esse e não o outro – que era um romance super meloso – pois, esse gritava por mim)(Ainda me assusto com nossa habilidade de descobrir os livros certos uma para a outra)
O livro conta a história de Havaa, uma menina de oito anos que mora em uma vila de uma cidade pequena na Chechênia, que, uma noite, vê sua casa sendo incendiada por agentes federais russos e seu pai sendo levado como prisioneiro. Ela se esconde na floresta – como tinha sido instruída – e é resgatada pelo vizinho da casa de frente da sua, Akhmed, um médico formado, que se interessava muito mais por artes do que anatomia.
Sem saber muito o que fazer, Akhmed se lembra de uma cirurgiã que lhe foi recomendada que trabalha no hospital da cidade vizinha. No dia seguinte, ele leva a menina lá e pede que a concedam abrigo, oferecendo seus trabalhos como médico em troca.
Sonja, a tal cirurgiã, aceita a oferta pelo simples fato de precisar de mais pessoas trabalhando no hospital – só ficavam ela e outra enfermeira, enquanto recebiam, diariamente, diversos pacientes.
Assim, o livro irá contar o que acontece na vida desses três personagens durante cinco dias que sucedem o acordo.
Porém, o livro vive voltando para coisas que aconteceram na vida de cada um deles – e de pessoas ligadas a eles – antes daquele momento.
Processed with VSCO with a6 preset
Para quem não entendeu o cenário e ficou meio perdido, como eu sempre ficava quando lia a sinopse, a história se passa durante a segunda guerra da Chechênia, quando agentes federais russos lutavam contra rebeldes libertários pelo “poder” do País, após o fim da União Soviética.
A narração do autor é impecável e descreve, com detalhes precisos, o que acontece em guerras nacionais e como a vida de toda a população muda – principalmente, suas percepções de certo e errado após duas guerras.
img_20170114_180727890
Eu amo livro de guerras – tenho um fascínio enorme – porém, não esperava me surpreender tanto. Marra desenvolveu tão bem seus personagens que até em momentos que eu normalmente sentiria raiva, não conseguia, pois, com a sua descrição, o autor me fazia entender o porquê os personagens agiram daquela maneira, fazendo com que eu sentisse empatia – e nada mais.
Devo dizer que o final é uma das partes mais tristes, mas isso não te impede de chorar do começo ao fim do livro.
img_20170114_180623227
Sem contar que foi incrível como Marra mostrou que, mesmo em uma guerra, como o mundo é pequeno e a vida de todas as pessoas se entrelaçam, de uma maneira ou de outra.
Se for ler e, assim como eu, grifar frases e colar post-its, prepare-se que o livro é recheado de frases inspiradoras que você quer levar para a vida – principalmente a que dá sentido ao nome do livro.

Apenas uma entrada fornecia uma definição adequada, e ela a circulou com tinta vermelha, e recorria a ela todas as noites. Vida: uma constelação de fenômenos vitais – organização, irritabilidade, movimento, crescimento, reprodução, adaptação.

Este que tornou-se, de longe, o meu livro favorito.
Por favor, leiam. Sério. Vai mudar sua vida de uma maneira maravilhosa – ou não, né, novamente, tudo é subjetivo. Entretanto, mudou a minha e aprendi que deveria passar ao próximo aquilo que me fez bem – e mesmo destruindo meu emocional, esse livro me fez bem como nenhum outro no mundo.
Obrigada por mais me acompanharem em mais uma resenha.
E ah, falando em livros, se você quer começar a organizar suas leituras, use o skoob. É fácil adicionar os livros, tem aplicativo (que facilita ainda mais as coisas) e permite a avaliação e a interação entre os usuários – o que é muito legal. E mostra o nível de compatibilidade literária que você tem com a pessoa! (Juro que não é propaganda, é publicidade mesmo porque eu amo aquela rede social).
Até a próxima!
Giulia

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s