Dear–

Juro que tinha pensado que não faria isso aqui. PORÉM, cá estou eu engolindo sapos mais uma vez, e fazendo uma tag por aqui.
Achei ela no Estação do Nada, do Paulo V. Santana, e como ele mesmo disse em seu post, deve ser legal fazer essa tag para posterioridade.

dear-peopledear crush,
pelo amor de tudo que existe de mais sagrado neste mundo, e em todos, diga-me o que se passa em sua mente e seja totalmente sincero comigo.
dear first love,
nem sei se posso te chamar assim, ou se deveria atribui-lhe outra definição, porém, obrigada por ter se tornado a primeira inspiração dos primeiros indícios dos meus textos.
dear ex,
se é que o posso te chamar assim, espero que esteja aproveitando sua vida e sendo sincero – algo que não foi comigo.
dear mum,
obrigada por se desdobrar em mil para poder fazer tudo dar certo, desculpa não corresponder à metade disso.
dear dad,
obrigada pelo sumiço e pela paz que me trouxe com isso, siga sua vida, enquanto sigo a minha.
dear siblings,
eu juro que as amo mais de o que meu coração poderia permitir e desculpa por falhar inúmeras vezes.
dear past self,
obrigada por nunca ter desistido da escrita e da leitura – e por ter acreditado nelas.
dear future self,
continue acreditando em suas palavras e em sentimentos, não perca a fé no mundo.
dear future kids,
se vocês existirem, espero que sejam felizes e que eu consiga transmitir ao menos um pouco do que sua vó, suas tias e seus bisavôs passaram para mim.
dear future partner,
espero que seja sincero e apareça no momento certo.
dear bully,
gostaria que tivesse sido bully na minha cara – e não pelas minhas costas.
dear school,
mesmo eu tendo odiado diversos momentos, morro de saudade e obrigada por me proporcionar conhecer as melhores amigas que eu poderia pedir.
dear people who hate me,
lhes desejo uns sorvetes e muita paz.
dear self,
aguente firme, acredite em si mesma e no mundo ao seu redor.
dear best(s) friend(s),
obrigada por me ouvirem nas mais diversas situações e por aceitarem, mesmo sem querer, que o assunto vire-se para as minhas bads; obrigada por me aguentarem chorando e me ouvirem desabafar sobre os mais variados assuntos.

Advertisements

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s