Filmes: Elena (2012)

Juro que evitei ao máximo não falar sobre esse filme – até porque quem convive comigo já deve estar cansado de ouvir-me falar sobre ele. Mas, não tem como. Qualquer momento do dia, ele volta à minha mente e consigo sentir, com cada fibra do meu ser, as palavras e ensinamentos deste filme.
Descobri o filme através do vlog Desafio 10 filmes em 20 dias, da Bárbara Matsuda, do canal Letras de Batom. No vídeo, como o próprio nome diz, Bárbara relata os 20 dias que participou de um desafio no qual deveria assistir 10 filmes nesse tempo. Em certo momento, ela fala que assistiu Elena, no youtube, e fiquei querendo muito ver.
Assim, alguns dias depois de assistir esse vídeo, decidi assisti-lo principalmente pela facilidade de encontrá-lo.

tumblr_mudgnigq6r1qhkwymo1_500

Ao contrário do que se parece, durante o filme inteiro, Elena é um documentário, que contará de maneira pura e completa a vida de Elena Andrade, irmã da diretora, Petra Costa. Ao mesmo tempo que a vida dela é narrada, conta-se também a trajetória da Petra, que vai para Nova Iorque seguindo os passos da irmã na intenção de encontrá-la.
O filme mescla com cenas da busca de Petra em Nova Iorque, com vídeos caseiros e antigos gravados pela família, com pedaços de entrevistas feitos com as pessoas que conheceram Elena – e principalmente, da mãe delas. Essa mistura traz aquele sentimento de nostalgia de algo não vivido antes que nos acalma e nos traz memórias nossas – mesmo não tendo passado por aquela situação.
Uma coisa que me incomodou, relativamente um pouco no começo, foi a narração da Petra – mas, pelo simples fato de não estar acostumada com narrações assim. Obrigada aos céus, tenho essa mania (chata) de levar as coisas até o fim, principalmente, livros e filmes, e terminei de assistir esse.
E nossa.
Já disse que ele não sai da minha cabeça?
tumblr_mt8sy3duxr1siy8o9o1_500
A narração da Petra é o que muda tudo. Foi o que o tornou especial para mim. Porque ela transforma um documentário na mais linda e completa poesia.
Ela falou, simplesmente, tudo aquilo que está entalado na minha garganta há 12 anos e que nunca consegui entender, muito menos expressar.
É chocante. É lindo. É tão maravilhoso que faltam-me adjetivos. Sério.

Eu me vejo tanto nas suas palavras que começo a me perder em você.

Eu gostaria, realmente, de apontar meus pontos favoritos do filme e como ele me afetou de uma maneira incrível. Porém, tudo isso incluiria um spoiler e talvez isso faça com que ele perca a magia – até porque passei boa parte do filme pensando se o que aconteceu tinha realmente acontecido. (Para terem uma ideia, contei sobre o documentário para um amigo e citei o temido spoiler, já que eu sabia que ele não veria, e não consegui explicar nada sem chorar um rio).
Novamente: é maravilhoso, por favor, assistam.
Fala sobre amor, sonhos, amor de irmãs e a perda de diversas coisas da vida.
tumblr_ndxds5kgzm1svidbdo1_500
Sem contar que a trilha sonora é PERFEITA e combina tanto com o filme que estou chocada até agora (tão chocada que criei uma playlist com a trilha sonora no meu Spotify – que segue abaixo)
E a fotografia é tão incrivelmente precisa e pensada para passar exatamente aquilo que o documentário deseja. Poesia. Sentimentos. Amor. Medo.
Sem contar que no final do filme, há obviamente uma cena filmada – com roteiro etc – que foge totalmente da ideia passada de documentário, que só conta com entrevistas e falas etc, e que dá um toque (se é que é possível) mais especial ainda.
(Se alguém ver e quiser debater, prometo que me proponho de muito bom grado, e até agradeço de joelhos).
Como já citado anteriormente, ele está disponível no youtube e aqui segue o link maroto: FILME ELENA, ASSISTAM PELO AMOR DE TODA ENTIDADE RELIGIOSA SAGRADA NO MUNDO.
(Ah! Petra Costa também dirigiu o filme Olmo e a Gaivota, que teve um vídeo com vários autores falando sobre a gravidez de forma pró-aborto que causou um super burburinhinho há algum tempo atrás.)
É isso. Se ficou muito confuso, peço minhas mais sinceras desculpas. Esse filme mexeu tanto comigo que não consigo expressá-lo.
ATUALIZAÇÃO:
Descobri como colocar o frame do spotify para que você possam aproveitar, na hora, para ouvir as músicas, então, segue a playlist da trilha sonora de Elena:

Advertisements

2 comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s