Filmes

Assistidos em Maio e Junho de 2017

(Eu meio que me perdi nos assistidos e assisti pouca coisa, então decidi juntar tudo)

* netflix // ** popcorn time // *** youtube

b186bbf750e6e402f06c271715581926
Philomena, EUA/França/UK/Irlanda, 2013. Drama. Dir: Stephen Frears * **
tumblr_oq89fupyY91v4a8wfo1_500A Cabana, EUA, 2017. Drama. Dir: Stuart Hazeldine
tumblr_oqbnizmrrX1stxcmio2_1280
Z: A Cidade Perdida, EUA, 2016. Ação/Aventura/Biografia. Dir: James Gray
tumblr_oo45mhAAOt1smc36fo2_500
O Mágico de Oz, EUA, 1939. Aventura/Família/Fantasia/Musical. Dir: George Cukor/Mervyn LeRoy/Norman Taurog/Victor Fleming
tumblr_oqkomnCA1z1vz89hmo2_1280Mommy, Canadá, 2014. Drama. Dir: Xavier Dolan * **
tumblr_ok76q9bOjx1u5aj29o10_500Hurricane Bianca, EUA, 2016. Comédia. Dir: Matt Kugelman *
tumblr_nn977wSAyi1rchc4bo1_500O Garoto da Casa ao Lado, EUA, 2015. Thriller. Dir: Rob Cohen *
tumblr_oj3oxqYCEx1um61dko2_500
Olhos Grandes, EUA, 2014. Biografia/Drama. Dir: Tim Burton *
tumblr_o7xwwapMWC1tqd1j9o3_500
Relatos Selvagens, Argentina/Espanha, 2014. Comédia/Drama/Thriller. Dir; Damián Szifron

Assistidos em Abril de 2017

* netflix // ** popcorn time // *** youtube

tumblr_n78f3wdYEy1taqu5jo1_500Scialla, Itália, 2011. Comédia. Dir: Francesco Bruni
tumblr_o7fxsuUVjv1qaujy5o1_500
Loucas de Alegria (La Pazza Gioia), Itália, 2016. Comédia. Dir: Paolo Virzì **
tumblr_on2d4gUFH01ubc3b0o1_500Moonlight: Sob a Luz do Luar, EUA, 2016. Drama. Dir: Barry Jenkins **
tumblr_oobg2h2axK1vz197eo6_500O Grande Hotel Budapeste, EUA, 2014. Aventura/Comédia/Drama. Dir: Wes Anderson **
tumblr_mrp04kwCqS1qjsex7o1_1280Flores Raras (Reaching for the Moon), Brasil, 2013. Biografia/Drama/Romance. Dir: Bruno Barreto **
tumblr_omggjhkzez1rreqavo1_500Nerve: Um Jogo Sem Regras, EUA, 2016. Mistério/Policial/Thriller. Dir: Ariel Schulman/Henry Joost * **
tumblr_ootpjren5j1s2mokto2_1280La La Land: Cantando Estações, EUA/Hong Kong, 2016. Comédia/Drama/Musical/Romance. Dir: Damien Chazelle **
tumblr_npdey2HQHn1s2mokto1_500Os Excêntricos Tenenbaums, EUA, 2001. Comédia/Drama. Dir: Wes Anderson **

Filmes: God Help The Girl (2014)

Há anos, este filme se enquadra em um dos meus filmes favoritos, porém, em silêncio. SEMPRE que comento alguém, ninguém sabe do que é ou do que se trata (com exceção do Douglas e da Valéria, que quando comentei falaram “AH! JÁ VI! É BOM!”.
Então, pensando nisso – e estando cansada de sofrer em silêncio, venho, humildemente, tentar fazer uma resenha.
Por que tentar? Porque faz algum tempo que vi o filme. Mas, eu provavelmente, já o vi, no mínimo, dez vezes – o que faz com que meu conhecimento sobre ele seja bem amplo.

tumblr_oieczcBUcN1ugk7jmo2_500
Descobri o filme no ano em que foi lançado, 2014. Em uma andança sem rumo no Popcorn Time, apareceu como um dos mais populares (que, para caso alguém não saiba, é a página inicial do software). Por ter estampado o rosto da Emily Browning, uma atriz que gosto muito, decidi assistir. Passei metade da madrugada inteira esperando carregar (a internet da minha casa não é nem um pouco aquelas coisas) e a outra metade assistindo e procurando a trilha sonora depois que o filme acabou.
Foi caso de amor à primeira vista. Logo de cara, da primeira cena e da primeira música, boom, amor.

tumblr_odf7jhXrxi1u0b19zo7_540
O filme narrará a história de Eve. Uma menina que tem diversos distúrbios alimentares e está internada em uma clínica por conta deles. Lá, seu único refúgio é ouvir um programa de rádio que lança alguns artistas novos no ramo musical da Escócia. Ela escreve algumas músicas e tem uma fita gravada com a principal, “God Help the Girl”, e cria uma necessidade em entregá-la aos radialistas. Assim, ela foge da clínica, encontra James, que além de ajudá-la a achar um lugar para morar, ainda a apresenta para a Cass, estudante de música do James, e juntos, decidem formar uma banda.
Nisso, começa todo um processo para decidir mais sobre a banda, chamar mais músicos para tocarem e o primeiro show deles. Sem contar os ensaios e a busca incensante de Eve para entregar sua fita ao programa de rádio.

tumblr_nkahknilYU1qikicko6_500

E, tá, ok. Não parece nada demais, mas, vamos pensar um pouco mais a fundo e analisar, um pouco, questões técnicas (depois que você passa a analisar e gostar mais disso, é um caminho sem volta).
Para começar, o filme é um musical que só toca músicas de um projeto paralelo do Stuart Murdoch, um dos integrantes da banda “Belle & Sebastian”. Foi ele que iniciou a banda “God Help The Girl” e escreveu, dirigiu e, consequentemente, produziu a trilha sonora do filme.
Além disso, o elenco principal é composto por  Emily Browning (que interpretou a Violet no filme “Desventuras em Série”), Olly Alexander, vocalista maravilhoso do Years and Years (quem curte MUITO indie mais pop, provavelmente, conhece), e Hannah Murray que atuou como Cassie, em Skins. E todos eles regravaram em suas vozes as músicas da banda (o que fez com que ficasse mais incrível e verdadeiro).

tumblr_nt8vkjaRni1t01l5po1_500

Passando de curiosidades e pensando em coisas um pouco mais técnicas, o filme traz toda aquela fotografia de filmes indie que não tem como odiar. Os cenários, figurinos e atores remetem a esses filmes pseudo-cult que trazem aquela sensação de nostalgia de algo nunca antes vivido.
As cenas de música contam com coreografias lindas (vemos alguns exemplos acima), principalmente a de “Musician, Please Take Heed”) e não são nem um pouco clichês e aleatórias – fazem sentindo tanto com a história quanto com o momento que está acontecendo.
Sem falar nas músicas que entraram permanentemente nas minhas músicas de lá nunca mais sairão. Sério. Elas são tão perfeitas que não tem nem o que falar.
E, mesmo analisando tudo isso, sinto que esses é um daqueles filmes que ou você ama ou você odeia. Eu o escolhi amar e viver a trilha sonora todo dia da minha vida (juro que sempre que toca uma música deles no modo aleatório um sorriso surge, automaticamente, no meu rosto).
Por favor, assistam e debatem comigo (sério).
Infelizmente, como tudo que realmente amamos não está na Netflix (ela se confirmou do gênero feminino esses dias), o filme não está disponível no serviço de streaming, mas popcorn time está aí para isso amigos.
E para quem quiser ouvir o álbum maravilhoso deles, segue:

(Fazia muito tempo que não fazia isso, que farei agora, mas o farei porque achei um gif ideal).
E é isso. Espero que esteja compreensível, mas POR FAVOR, ASSISTAM.
Até a próxima!

tumblr_odf7jhXrxi1u0b19zo2_500

Assistidos em março de 2017

* netflix // ** popcorn time // *** youtube

 never-let-me-go
Never Let Me Go, EUA/UK/Irlanda, 2010. Drama/Ficção Científica/Romance. Dir: Mark Romanek **
tumblr_o8epnnqko71r22pyvo4_500
Clube do Cinco/The Breakfast Club, EUA, 1985. Comédia/Drama. Dir: John Hughes * **
tumblr_nh2vnsyCOy1qikicko1_500
Loucamente Apaixonados, EUA, 2011. Drama/Romance. Dir: Drake Doremus *

Quase não assisti filmes esse mês porque fiquei viciada em assistir vídeos de estudantes de cinema (explico mais sobre isso mais para a frente). Perdão pela vergonha que é este post

Assistidos em fevereiro de 2017

* netflix // ** popcorn time // *** youtube

precisamos-conversar-sobre-kevin
Precisamos falar sobre o Kevin, EUA/UK/Irlanda, 2011. Drama/Thriller. Dir: Lynne Ramsay * ** ***
kings-speech
O Discurso do Rei, Inglaterra/Irlanda, 2010. Biografia/Drama/História. Dir: Tom Hooper * ** ***
master-colegas_1080p23_21-06-7
Colegas, Brasil, 2013. Aventura/Comédia. Dir: Marcelo Galvão * ***
tumblr_m8y2cyhica1rrlxgfo7_1280
Norah e Nick – Uma história de amor e música, EUA, 2008. Comédia/Drama/Música. Dir: Peter Sollett * **
tumblr_og5mz09w601uenfdso1_500
The Rocky Horror Picture Show, EUA/UK/Irlanda, 1975. Comédia/Musical. Dir: Jim Sharman * ** ***
tumblr_o9axbmucee1s51tmuo6_1280
The Fundamentals of Caring, EUA, 2016. Comédia/Drama. Dir: Rob Burnett * ** ***
tumblr_n3l06dxgek1ruze1fo1_500Ginger e Rosa, UK, 2012. Drama. Dir: Sally Potter * **
tumblr_mok7f7ryca1r1zecuo6_500
Para Roma, com amor, Espanha/EUA/Itália, 2012. Comédia/Drama/Romance. Dir: Woody Allen *
tumblr_nxgczixpqy1tkaqeeo8_500
O Fantástico Sr. Raposo, EUA, 2009. Animação/Aventura/Comédia. Dir: Wes Anderson * ** ***
tumblr_ol8fpid8q11v6wltbo1_500
O Artista, Bélgica/EUA/França, 2011. Comédia/Drama/Romance. Dir: Michel Hazanavicius * **
tumblr_oe82msjypx1tqd1j9o9_500
Persépolis, EUA/França, 2007. Animação/Biografia/Drama/Guerra. Dir: Marjane Satrapi/Vincent Paronnaud ** ***
tumblr_oc5dydowmg1vboh3oo5_500
Spotlight – Segredos Revelados, EUA, 2015. Biografia/Drama/História. Dir: Tom McCarthy (IV) ** ***
elena_de_petra_costa
Elena, Brasil, 2012. Biografia/Documentário/Drama. Dir: Petra Costa *** (tem uma pseudo resenha aqui)
tumblr_nucm70ksns1rure68o2_500
As Sufragistas, UK/Irlanda, 2015. Biografia/Drama/História. Dir: Sarah Gavron ** ***
tumblr_oegdk53dm41tm1klho3_540
Kimi no Na wa./Your name, Japão, 2016. Animação/Drama/Romance. Dir: Makoto Shinkai **
tumblr_nlsbsnmkbu1txwnz8o1_1280
O Menino e o Mundo, Brasil, 2013. Animação. Dir: Alê Abreu ** ***
tumblr_ogn0v2sh9f1s2mokto1_500
O Show de Truman – O Show da Vida, EUA, 1998. Drama/Ficção Científica. Dir: Peter Weir * ** ***
tumblr_nw4dm1shae1sy6m2qo2_500
Comet, EUA, 2014. Comédia/Drama/Romance. Dir: Sam Esmail ** ***
tumblr_mlhiitdkeu1qf252qo1_500
A Origem da Vida, EUA, 2012. Comédia. Dir: Dennis Lee * ***
tumblr_okrt1hljah1ubzaqmo2_1280
The Edge of Seventeen, EUA, 2016. Comédia/Drama. Dir: Kelly Fremon Craig **

Filmes: Elena (2012)

Juro que evitei ao máximo não falar sobre esse filme – até porque quem convive comigo já deve estar cansado de ouvir-me falar sobre ele. Mas, não tem como. Qualquer momento do dia, ele volta à minha mente e consigo sentir, com cada fibra do meu ser, as palavras e ensinamentos deste filme.
Descobri o filme através do vlog Desafio 10 filmes em 20 dias, da Bárbara Matsuda, do canal Letras de Batom. No vídeo, como o próprio nome diz, Bárbara relata os 20 dias que participou de um desafio no qual deveria assistir 10 filmes nesse tempo. Em certo momento, ela fala que assistiu Elena, no youtube, e fiquei querendo muito ver.
Assim, alguns dias depois de assistir esse vídeo, decidi assisti-lo principalmente pela facilidade de encontrá-lo.

tumblr_mudgnigq6r1qhkwymo1_500

Ao contrário do que se parece, durante o filme inteiro, Elena é um documentário, que contará de maneira pura e completa a vida de Elena Andrade, irmã da diretora, Petra Costa. Ao mesmo tempo que a vida dela é narrada, conta-se também a trajetória da Petra, que vai para Nova Iorque seguindo os passos da irmã na intenção de encontrá-la.
O filme mescla com cenas da busca de Petra em Nova Iorque, com vídeos caseiros e antigos gravados pela família, com pedaços de entrevistas feitos com as pessoas que conheceram Elena – e principalmente, da mãe delas. Essa mistura traz aquele sentimento de nostalgia de algo não vivido antes que nos acalma e nos traz memórias nossas – mesmo não tendo passado por aquela situação.
Uma coisa que me incomodou, relativamente um pouco no começo, foi a narração da Petra – mas, pelo simples fato de não estar acostumada com narrações assim. Obrigada aos céus, tenho essa mania (chata) de levar as coisas até o fim, principalmente, livros e filmes, e terminei de assistir esse.
E nossa.
Já disse que ele não sai da minha cabeça?
tumblr_mt8sy3duxr1siy8o9o1_500
A narração da Petra é o que muda tudo. Foi o que o tornou especial para mim. Porque ela transforma um documentário na mais linda e completa poesia.
Ela falou, simplesmente, tudo aquilo que está entalado na minha garganta há 12 anos e que nunca consegui entender, muito menos expressar.
É chocante. É lindo. É tão maravilhoso que faltam-me adjetivos. Sério.

Eu me vejo tanto nas suas palavras que começo a me perder em você.

Eu gostaria, realmente, de apontar meus pontos favoritos do filme e como ele me afetou de uma maneira incrível. Porém, tudo isso incluiria um spoiler e talvez isso faça com que ele perca a magia – até porque passei boa parte do filme pensando se o que aconteceu tinha realmente acontecido. (Para terem uma ideia, contei sobre o documentário para um amigo e citei o temido spoiler, já que eu sabia que ele não veria, e não consegui explicar nada sem chorar um rio).
Novamente: é maravilhoso, por favor, assistam.
Fala sobre amor, sonhos, amor de irmãs e a perda de diversas coisas da vida.
tumblr_ndxds5kgzm1svidbdo1_500
Sem contar que a trilha sonora é PERFEITA e combina tanto com o filme que estou chocada até agora (tão chocada que criei uma playlist com a trilha sonora no meu Spotify – que segue abaixo)
E a fotografia é tão incrivelmente precisa e pensada para passar exatamente aquilo que o documentário deseja. Poesia. Sentimentos. Amor. Medo.
Sem contar que no final do filme, há obviamente uma cena filmada – com roteiro etc – que foge totalmente da ideia passada de documentário, que só conta com entrevistas e falas etc, e que dá um toque (se é que é possível) mais especial ainda.
(Se alguém ver e quiser debater, prometo que me proponho de muito bom grado, e até agradeço de joelhos).
Como já citado anteriormente, ele está disponível no youtube e aqui segue o link maroto: FILME ELENA, ASSISTAM PELO AMOR DE TODA ENTIDADE RELIGIOSA SAGRADA NO MUNDO.
(Ah! Petra Costa também dirigiu o filme Olmo e a Gaivota, que teve um vídeo com vários autores falando sobre a gravidez de forma pró-aborto que causou um super burburinhinho há algum tempo atrás.)
É isso. Se ficou muito confuso, peço minhas mais sinceras desculpas. Esse filme mexeu tanto comigo que não consigo expressá-lo.
ATUALIZAÇÃO:
Descobri como colocar o frame do spotify para que você possam aproveitar, na hora, para ouvir as músicas, então, segue a playlist da trilha sonora de Elena:

Assistidos em janeiro de 2017

Super inspirada pela Sophia (blog/canal Esquisitices de Sophie), decidi fazer um post sobre os últimos filmes vistos. Como não sou a maior cinéfila de todos os tempos (mas, estamos nos encaminhamos para isso), decidi que isso será feito por mês. E diferentemente de qualquer coisa que eu já fiz, será realmente só o nome do filme, sem mais – no máximo, uma dica de onde encontrá-lo. (Pois, eu quero seguir bem o estilo do post da Sophia. E como sou eu, quase certeza que em alguns filmes, eu não conseguirei me segurar e falarei um pouco sobre).
Para começar, vamos fazer de janeiro de 2017 (ia fazer só de fevereiro, mas achei muito injusto com janeiro, sem contar que estou montando isso no começo de fevereiro, então, não há razão para excluí-lo).

* netflix // ** popcorn time

600px-zodiac-1911a
Zodíaco, EUA, 2007. Policial/Thriller. Dir: David Fincher * **
aprendiz-de-sonhador02
Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador, EUA, 1994. Drama/Romance. Dir: Lasse Hallström * **
tumblr_o6x0owdt3y1r914peo1_500
She’s beautiful when she’s angry, EUA, 2014. Documentário/História. Dir: Mary Dore *
we_are_legion_1
We Are Legion: The Story of the Hacktivists, EUA, 2012. Documentário. Dir: Brian Knappenberger * **
frame
Como eu era antes de você, EUA/UK/Irlanda, 2016. Drama/Romance. Dir: Thea Sharrock **
8irb7w9myjaxk8jlvo35htjka
O que fazer? EUA, 2014. Comédia/Drama. Dir: Phil Alden Robinson **
37
Winter in Wartime, Bélgica, 2008. Aventura/Drama/Guerra. Dir: Martinus Wouter Koolhoven *